Liverpool x Barcelona

Champions League – 07/05 às 16h00

Fatos do jogo e prováveis escalações:

Liverpool: Alisson; Alexander-Arnold, Matip, Van Dijk, Robertson; Milner, Wijnaldum, Fabinho, Henderson; Mané, Origi

Barcelona: Ter Stegen; Semedo, Piqué, Lenglet, Alba; Roberto, Rakitić, Busquets, Vidal; Suárez, Messi

Desfalques: Firmino, Keita, Salah e Lallana no Liverpool. Dembele e Rafinha no Barça.

Conclusão:

Pelo jogo de volta das semifinais da Liga dos Campeões da UEFA temporada 2018/2019, o Liverpool tenta um hail mary no Anfield Road para reverter a vantagem de 3 a 0 para o Barcelona.

Embora tenha feito um jogo surpreendente do ponto de vista tático no confronto de ida, sendo agressor e colocando o Barcelona nas cordas, o Liverpool foi incapaz de conseguir anotar 1 gol no Camp Nou e chega com um placar enorme para reverter em sua casa.

A tarefa, que já era difícil, fica ainda mais complicada pelas ausências confirmadas de Salah e Firmino, que também acabam trazendo muita incógnita sobre qual será o plano tático do técnico Jurgen Klopp, que cogita até mesmo utilizar o menino Rhian Brewster, um atacante de apenas 19 anos e que faria sua estreia pelo time principal.

Do lado de lá, o pragmático Barcelona de Ernesto Valverde me lembrou bastante o Real Madrid tricampeão da Champions de Zinedine Zidane por dois motivos.

O primeiro motivo é que o time atacou no 4-3-3 e defendeu no 4-4-2, o que remete à memórias do Real Madrid de Carlo Ancelotti, que jogava assim.

O segundo ponto que me lembrou o Real foi do time ser massacrado em campo, mas saber sofrer, não se desesperar, conseguir até mesmo não ser vazado – como o próprio Real fez inúmeras vezes – e punir o adversário em uma transição ofensiva em velocidade.

Este jogo é completamente incógnito para mim. Entendo e reconheço o peso das ausências de Salah e Firmino, mas também visualizo que isso traz o fator surpresa ao lado dos Reds e, se for bem utilizado por Klopp, pode render ao Liverpool um resultado positivo aqui.

A postura tática inclusive é algo que sempre temos que estar alerta em se tratando de Barcelona do pragmático Ernesto Valverde. Esse time não tem exatamente uma fome enorme de vencer os jogos onde não precisa e isso me incomoda e é um dos pontos pelo qual eu não aposto no Barça hoje.

Assim como eu também não aposto no Liverpool. Sem as escalações em mãos – e talvez até com elas – esse jogo se torna um completo tiro no escuro. E eu vou me abster.

Aposta Odds Unidades Casa de Aposta Status
Sem aposta 0,00 0