Suspeita de manipulações de resultado no jogo entre Madureira x Macaé

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) encaminhou um pedido de investigação sobre suposta manipulação de resultado na vitória por 4 a 2 do Madureira sobre o Macaé, pela 10ª rodada da Taça Guanabara, no dia 17 de abril, do Campeonato Carioca. O caso está entregue à Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM).

O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro também recebeu cópia do relatório encaminhado à Polícia e vai analisar o caso.

O relatório de cerca de 20 páginas – que narra lances do jogo e cita jogadores envolvidos – produzido pela Sportradar indica movimentação suspeita no volume de apostas de acordo com os lances do jogo. A empresa de dados foi contratada da Ferj para acompanhar oscilações anormais no mercado de apostas envolvendo o Carioca.

O documento entregue à Polícia cita possibilidade de conhecimento prévio dos apostadores em eventos da partida por exemplo,houve volume fora do padrão de apostas sobre derrota por ao menos dois gols do Macaé na primeira etapa (terminou 2 a 0 o primeiro tempo), depois que o Madureira abriu o placar aos 7 minutos. O segundo gol saiu nos acréscimos.

Outro caso em análise no relatório diz respeito ao número de gols do jogo. Os apostadores marcaram em volume também acima do habitual, de acordo com o relatório da Sportradar, que haveria ao menos quatro gols no placar final o Macaé empatou a partida com gols no primeiro e terceiro minuto do segundo tempo e o Madureira completou o placar de 4 a 2 com gols aos 15 e aos 27 da etapa final.