GP da Inglaterra 2014 – Corrida

circuito_gp_da_inglaterra

Pista seca no fim e Lewis cai de 1º para 6º na Inglaterra. Tradicionais times demoram a liberar pilotos no Q1 e Massa, Bottas, Alonso e Kimi são eliminados precocemente

A instabilidade das condições climáticas em Silverstone deixou o treino classificatório para o GP da Inglaterra totalmente imprevisível. Tão imprevisível que já no Q1, as tradicionais e Williams e Ferrari erraram feio, fazendo com que Felipe Massa, Valtteri Bottas, Fernando Alonso e Kimi Raikkonen caíssem fora precocemente, enquanto a modesta Marussia avançou bem colocada para o Q2. E as surpresas seguiram até depois de o cronômetro zerar. Nos instantes finais da superpole, as condições da pista tinham piorado, e tudo levava a crer que Lewis Hamilton(Mercedes) conquistaria uma tranquila pole position diante de sua torcida, com o tempo de 1m39s232. Só que em um pequeno intervalo de tempo, a expectativa pela pole virou uma tremenda frustração para o inglês, que achou que ninguém bateria sua marca e abortou sua última tentativa. O britânico não contava e que a chuva cessasse e a pista secou repentinamente, o fazendo despencar para sexto. O primeiro a superá-lo foi Sebastian Vettel. O alemão da RBR virava 2s5 mais lento, mas pegou um asfalto perfeito no último setor e pulou para a ponta com 1m37s386. Mas logo a seguir, o líder do Mundial, Nico Rosberg, acabou com a graça do tetracampeão ao cravar 1m35s766, assegurando sua quarta pole position do ano.

Nesse vai e vem da chuva, Williams e Ferrari foram as equipes que mais se enrolaram. Ainda no Q1, os times confiaram demais nos dados da previsão meteorológica, demoraram a mandar seus pilotos para a pista e, quando mandaram, viram a chuva apertar. Com isso Massa, Bottas, Alonso e Raikkonen foram eliminados logo na primeira parte da classificação. Pelo menos, com as punições a Max Chilton e Esteban Gutiérrez e a exclusão de Pastor Maldonado, a dupla da Williams subiu três posições e a da Ferrari, duas: o finlandês largará em 14º, o brasileiro em 15º, seguido por Chlton, Alonso e Kimi.

– Na pista não aconteceu nada, aconteceu fora. A gente fez tudo errado. Estratégia totalmente errada na classificação. Esperamos muito para sair, todo mundo usando pneus slick no fim. A gente saiu faltando dois minutos e meio com pneus slick, começou a chover e acabou – reclamou Felipe Massa.

Com quatro fortes carros fora da briga, o grid ficou bastante misturado. Jenson Button – que corre com um capacete rosa em homenagem ao pai, falecido em janeiro – acabou sendo o melhor britânico do grid, em terceiro. Atrás dele aparecem Nico Hulkenberg (Force India), Kevin Magnussen (McLaren), Sergio Pérez (Force India) e Hamilton. Já Daniel Ricciardo (RBR), Daniil Kvyat (STR) e Jean-Eric Vergne (STR) não aproveitaram a melhora nas condições de pista no fim do Q3, sequer saíram dos boxes e fecharam o top 10.

Williams e Ferrari vacilam no Q1

Com uma chuva fina caindo, assim que o Q1 começou, a maioria dos pilotos foi para a pista com pneus intermediários. A chuva deu uma trégua nos minutos finais e quem colocou os pneus para a pista seca primeiro subiu para a ponta da tabela, como Rosberg, Kvyat e Hamilton, além da surpreendente dupla da Marussia – Bianchi passou em quarto e Chilton, em quinto. A Williams e a Ferrari vacilaram, confiaram demais nos dados da previsão meteorológica, pouparam pneus e acabaram perdendo a janela com a pista seca. Quando mandaram seus pilotos à pista com pneus slick, viram a chuva apertar novamente. Com isso, Bottas, Massa, Alonso e Raikkonen foram eliminados, junto com os pilotos da Caterham, Marcus Ericsson e Kamui Kobayashi. A RBR foi outra a se enrolar e por pouco Ricciardo e Vettel também não caíram.

Gutiérrez bate no Q2

Com chuva em determinados setores do circuito, os pilotos foram para o Q2 com pneus intermediários. Vettel chegou a fazer a melhor marca, mas os comissários comprovaram a rigidez prometida com quem excedesse os limites da pista e deletaram o tempo do alemão. Assim como no Q1, a pista voltou a secar e os tempos caíram vertiginosamente. Hamilton e Rosberg voaram baixo e se classificaram para o Q3 nas duas primeiras posições. Também avançaram: Vettel, Button, Kvyat, Hulkenberg, Pérez, Magnussen, Vergne e Ricciardo. Caíram fora as duplas de Lotus, Marussia e Sauber, com destaques negativos para Esteban Gutiérrez, que perdeu o controle do carro ao tocar na linha branca ao lado da zebra e bateu no muro, e para Pastor Maldonado, que teve problema em seu carro.

Fim imprevisível no Q3

Os pilotos foram para o Q3 com pneus slick, mas em alguns trechos do circuito, a chuva caía e tornava a pista traiçoeira. Pérez foi o primeiro a marcar tempo no Q3, com 1m40s457.  Hamilton veio logo a seguir e subiu para primeiro com 1m39s232. Rosberg anotou 1m39s426 e subiu para segundo. Vettel foi o único dos dez a não sair para a pista na primeira metade do Q3.

As condições da pista não eram boas e o tetracampeão cruzou a segunda parcial 2s5 acima do melhor tempo. Mas a pista secou surpreendentemente após o cronômetro zerar e o alemão descontou 3s5 e pulou para a ponta. Só que Rosberg ainda estava completando sua volta rápida e tirou o doce da boca do piloto da RBR. Quem se deu mal com isso foi Hamilton, que abortou sua última tentativa e despencou de primeiro para sexto.

Confira o grid de largada para o GP da Inglaterra:

1) Nico Rosberg            (ALE/Mercedes)                     1m35s766
2) Sebastian Vettel        (ALE/RBR-Renault)               1m37s386  +1s620
3) Jenson Button           (ING/McLaren-Mercedes)      1m38s200  +2s434
4) Nico Hulkenberg       (ALE/Force india-Mercedes)  1m38s329  +2s563
5) Kevin Magnussen     (DIN/McLaren-Mercedes)       1m38s417  +2s651
6) Lewis Hamilton         (ING/Mercedes)                      1m39s232  +3s466
7) Sergio Pérez             (MEX/Force India-Mercedes) 1m40s457  +4s691
8) Daniel Ricciardo        (AUS/Red Bull-Renault)         1m40s606  +4s840
9) Daniil Kvyat               (RUS/STR-Renault)               1m40s707  +4s941
10) Jean-Eric Vergne    (FRA/STR-Renault)                1m40s855  +5s089
11) Romain Grosjean    (FRA/Lotus-Renault)              1m38s496
12) Jules Bianchi           (FRA/Marussia-Ferrari)          1m38s709
13) Adrian Sutil              (ALE/Sauber-Ferrari)              sem tempo
14) Valtteri Bottas          (FIN/Williams-Mercedes)        1m45s318
15) Felipe Massa          (BRA/Williams-Mercedes)    1m45s695  
16) Max Chilton             (ING/Marussia-Ferrari)           1m39s800*
17) Fernando Alonso     (ESP/Ferrari)                          1m45s935
18) Kimi Raikkonen       (FIN/Ferrari)                            1m46s684
19) Esteban Gutiérrez   (MEX/Sauber-Ferrari)             1m40s912**
20) Pastor Maldonado   (VEN/Lotus-Renault)              1m44s018
21) Marcus Ericsson     (SUE/Caterham-Renault)        1m49s421****
22) Kamui Kobayashi    (JAP/Caterham-Renault)        1m49s625****

* Max Chilton fez o 13º tempo, mas foi punido com cinco posições o grid por ter trocado a caixa de câmbio sob as regras do parque fechado

** Esteban Gutiérrez fez o 14º tempo, mas foi punido com dez posições o grid por ter sido liberado dos boxes de maneira insegura no GP da Áustria

***Pastor Maldonado foi excluído da classificação por não prover o litro de combustível obrigatório após a classificação 

****Os pilotos da Caterham, Marcus Ericsson e Kamui Kobayashi largarão na última fila por terem excedido a regra dos 107%

Fonte: http://globoesporte.globo.com/

Palpite:

Complicada essa corrida hein? Chove e para toda hora, vai ser certamente bom de assistir as várias mudanças de posições que devem acontecer. Não vou nem apostar em Massa e Bottas dessa vez, pois o cenário para eles com pista molhada não é nada bom.

Com Hamilton vacilando no final do treino e abortando a última volta, largando em sexto, é Rosberg quem deve vencer, pois a diferença .

Quem pode surpreender nessa pista é Vettel, que anda muito bem na chuva. Além disso, ele está engasgado com seu companheiro de equipe e quer mostrar resultado.

Aposta:

Rosberg para vencer, com odds de 1.61 no Betmotion (com a promoção de cashback do Betmotion, se ele não completar a corrida nossa aposta é devolvida).

Vettel no pódio, com odds de 1.57 na Bet365

Banner-GP-SilverstoneT&C

Tiquinho

Formado em direito, este amante do Poker e das apostas esportivas dá pitaco em todos os esportes. Responsável pelo Quero Apostar, busca popularizar as apostas esportivas no Brasil, mostrando que podemos sim ganhar dinheiro com nossos esportes favoritos.

Posts Relacionados
Comentários ( 4 )
  1. Tiquinho
    Tiquinho
    6 de julho de 2014 at 10:58

    Sorte? Vettel estava lá atrás e dificilmente pegaria um pódio. Agora com saído do Rosberg temos o dinheiro da bet no vencedor reembolsado e o Vettel com boas chances de pódio! Vamo!

  2. Tiquinho
    Tiquinho
    6 de julho de 2014 at 11:33

    GG. -1 unit

  3. Emerson
    6 de julho de 2014 at 11:46

    Estratégia para o Vettel quebrou as pernas.

    🙁

  4. Marconcini
    6 de julho de 2014 at 12:36

    Tiquinho, o cashback pelo Rosberg é automatico ou tenho que solicitar no livechat da betmotion?
    Valeu