GP do Canadá 2014 – Corrida

circuito_gp_de_canada

Se em Mônaco o erro de Nico Rosberg fez o alemão garantir a pole position e abalou o clima na Mercedes, dessa vez, no treino classificatório para o GP do Canadá, foi a vez de Lewis Hamilton errar. Mas no caso do britânico, a falha acabou custando caro. O campeão mundial de 2008 fritou o pneu em uma das chicanes de Montreal (veja no vídeo ao lado) e não foi capaz de superar a ótima volta anotada pouco antes pelo companheiro de equipe: 1m14s874, que foi 79 milésimos mais veloz que a sua. Um resultado surpreendente tendo em vista o histórico de Lewis dono de três vitórias no Circuito Gilles Villeneuve, que renovou contrato por mais 10 anos com a Fórmula 1 neste sábado. Fora da pista, ao contrário de Mônaco, a dupla se falou normalmente após a atividade, em uma demonstração de bom ambiente depois de terem feito as pazes na semana passada.

E se as “Flechas de Prata” seguiram soberanas, a briga pela terceira posição estava totalmente aberta, com Williams, Ferrari e RBR apresentando bons desempenhos nos treinos livres. E coube ao tetracampeão Sebastian Vettel abocanhá-la ao anotar 1m15s548. Em um pelotão marcado pelo equilíbrio, a dupla da Williams, sempre muito próxima durante toda a classificação, veio logo na sequência: Valtteri Bottas fez o quarto tempo, com 1m15s550 e Felipe Massa, o quinto, apenas 0s078 atrás. Fecharam os dez primeiros: Daniel Ricciardo (RBR), Fernando Alonso (Ferrari), Jean-Eric Vergne (STR), Jenson Button (McLaren) e Kimi Raikkonen (Ferrari). Melhores momentos no vídeo ao lado.

Q1: Sueco bate no muro

Nos segundos finais do Q1, o sueco Marcus Ericsson – algoz de Massa no treino de Mônaco – perdeu o controle de sua Caterham na saída da curva 9 e interrompeu precocemente a primeira parte da sessão. Com o pior tempo da atividade, ele só largará à frente de Esteban Gutiérrez, que sequer participou da classificação em razão de uma batida no 3º treino livre. Pastor Maldonado, com problemas mecânicos em sua Lotus, também foi eliminado. Pior, ainda levou uma reprimenda por não encaixar o volante de volta no carro. Também caíram fora: Max Chilton (Marussia), Jules Bianchi (Marussia) e Kamui Kobayashi (Caterham). Lá no topo, Lewis Hamilton foi quase um segundo mais rápido que a concorrência com 1m15s750, isso com pneus macios. Com compostos supermacios, a dupla da McLaren se meteu entre os carros da Mercedes, com Magnussen em terceiro e Button em quarto. Felipe Massa e Bottas confirmaram o bom desempenho dos carros da Williams ao serem quinto e sexto com pneus macios, enquanto os pilotos de trás andaram com os compostos mais velozes.

Q2: Massa e Bottas mostram força

Os pilotos da Williams anotaram os melhores tempos no início do Q2. Logo depois, as Mercedes foram para a pista. Mas mesmo com os pneus supermacios, Rosberg e Button não conseguiram desbancar o tempo do brasileiro (1m15s773), ficando em segundo e terceiro, respectivamente. O finlandês da Williams chegou a pular para segundo. Mas a dupla da Mercedes retornou à pista para uma última tentativa e voltou a botar ordem na casa com Hamilton cravando 1m15s054 e Rosberg, 1m15s289. Atrás dos carros da Williams, vieram as RBR de Ricciardo e Vettel, seguidas por Alonso, Button, Raikkonen e Vergne, todos classificados para a disputa da superpole. Foram eliminados: Nico Hulkenberg (Force India), Kevin Magnussen (McLaren), Sergio Pérez (Force India), Romain Grosjean (Lotus), Daniil Kvyat (STR) e Adrian Sutil (Sauber).

Q3: Hamilton erra, Rosberg brilha e é pole

Bottas foi o primeiro a deixar os boxes no Q3 e logo anotou 1m15s500. Rosberg , então, foi o primeiro a baixar para a casa de 1m14, e pulou para a pole com 1m14s946. Hamilton veio a seguir, mas foi atrapalhado pelo tráfego e não conseguiu superar o alemão: 1m15s014. Massa anotou o quarto tempo, 1m15s621, acompanhado por Ricciardo, Vettel, Alonso, Vergne e Button. O único que não havia marcado tempo no Q3 era Raikkonen. Os pilotos então voltaram para os boxes para trocar pneus e partir para suas últimas tentativas de volta rápida. O primeiro a cruzar a bandeirada foi Vettel, que com 1m15s548, saltou para terceiro. Na sequência, Rosberg melhorou ainda mais seu tempo ao cravar 1m14s874. Hamilton, que vinha logo atrás tentando tomar a pole de Nico, acabou freando tarde na entrada de uma das chicanes e fritou pneu, perdendo milésimos preciosos e cruzando 0s079 acima do companheiro. Bottas assegurou a quarta posição, enquanto Massa – que já havia sido empurrado para sétimo – melhorou ligeiramente seu tempo e passou para quinto.

DCIM100GOPRO

Palpite:

A F1 é disputada em duas frentes. A primeira fila sempre com Hamilton/Rosberg, Rosberg/Hamilton. Outro piloto só entra aí se eles baterem ou o carro estragar. E em Montreal tem chance disso acontecer, pois costuma ser uma corrida esquisita.

Nesse duelo entre os dois, fico hoje com Rosberg, que tem tanta técnica quanto Hamilton, mas um psicológico melhor, além de largar na frente. A pista beneficia Hamilton, por isso é o favorito, mas não vai ser fácil ultrapassar o companheiro.

A briga pelo pódio entre Mercedes e Redbull será intensa, mas mais uma vez vou apostar em Massa, que fez um treino muito bom e parece bem confiante para a corrida. Ele chegou a fazer tempo de 2º, mas perdeu o lugar por um fio de cabelo. Além disso, podemos ter surpresas na frente, e assim as chances dele aumentam (sem contar que a Mercerdes está um pouquinho na frente da Redbull).

Como o desempenho da Ferrari foi uma decepção, com o um carro completamente revisado para o GP do Canadá e não conseguindo se aproximar dos tempos marcados por RBR e Williams, apostar contra a scuderia e Alonso também tem valor.

As apostas de hoje são mais arriscar, mas por ser um GP complicado, penso que devemos buscar odds altas e de valor, ao contrário das corridas que tem palpites mais certos.

Aposta:

Rosberg vence, com odds de 2,20

Felipe Massa no top6, com odds de 1.40

Red Bull na frente da Ferrari, com odds de 1.40

Vettel na frente de Alonso, com odds de 1.55

Quer arriscar?

Massa no pódio, com odds de 4,00 

Todas na Bet365 – Registre-se com um bônus de 200$

id=”a032d434762e24e4a9ad5e50132267a0c”data=”http://imstore.bet365affiliates.com/?AffiliateCode=365_064648&CID=209&DID=148&TID=2&PID=149&LNG=22&ClickTag=http%3a%2f%2fimstore.bet365affiliates.com%2fTracker.aspx%3fAffiliateId%3d40092%26AffiliateCode%3d365_064648%26CID%3d209%26DID%3d148%26TID%3d2%26PID%3d149%26LNG%3d22&Popup=true”width=”300″height=”60″>bet365

Tiquinho

Formado em direito, este amante do Poker e das apostas esportivas dá pitaco em todos os esportes. Responsável pelo Quero Apostar, busca popularizar as apostas esportivas no Brasil, mostrando que podemos sim ganhar dinheiro com nossos esportes favoritos.

Posts Relacionados
  • ruani

    Bet365 tem uma aposta q temos forrado bastante. V/C. Semelhante ao Each way da corrida de cavalos a V/C entra se o piloto for primeiro ou segundo. Ou seja, um v/c em hamilton e rosberg teria entrado emntodas as corridas. As de hamilton uma media de 1.7 e as de rosberg uma media de 3 😉

    • Eu pensei nisos hoje, mas as odds estão baixas e essa corrida é bem esquisita. Preferi pular. Mas realmente entraria em todas.

    • arthur

      Não entendi como funciona essa aposta.

      • é uma aposta de posição arthur. você escolhe um piloto para terminar ou em primeiro ou em segundo na corrida. no caso ele escolhe os dois da Mercedes, que (até o Canadá), haviam feito dobradinhas em todas

  • Na verdade o Hamilton abandonou uma já né? Então quase todas rsrsrs

  • Baita azar do Massa. Se ele não bate ia dar top 6 fácil. E se o pneu aguentasse um pouco mais era pódio, pois ele não ia precisar trocar. Corrida tem disso. A partir da próximo já vou postar também nos treinos.